Quem sou eu? O que faço

Minha foto
João Pessoa, Paraíba, Brazil
Quem sou? O que faço. Sou Maria de Lourdes, tenho, agora, 62 anos, esposa, mãe e avó, formação jurídica, com pós graduação em Direitos Humanos e Direito Processual Civil, além de um curso não concluído de Filosofia. Conheci os clássicos muito cedo, pois não tinha permissão para brincar na rua. Nosso universo – meu e de meus irmãos – era invadido, diariamente, por mestres da literatura universal, por nossos grandes autores, por contistas da literatura infanto-juvenil, revistas de informação como Seleções e/ou os populares gibis. Todos válidos para alimentar nossa sede de conhecimento. Gosto de conversar, ler, trabalhar, ouvir música, dançar. Adoro rir, ter amigos e amar. No trabalho me realizo à medida que consigo estabelecer a verdade, desconstruir a mentira, fazer valer direitos quando a injustiça parece ser a regra. Tenho a pretensão de informar, conversar, brincar com as palavras e os fatos que possam ser descritos ou comentados sob uma visão diferente. Venham comigo, embarquem nessa viagem que promete ser, a um só tempo, séria e divertida; suave e densa; clássica e atual. Somente me acompanhando você poderá exercer seu direito à críticas. Conto com sua atenção.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

ANIVERSÁRIO


BLOG TAMBÉM ANIVERSARIA!



HOJE é festa. Festa para comemorar o ano que passou. Não o comercial, tampouco o letivo, menos ainda, o funcional. O ano a que me refiro é aquele de uma convivência, muitas vezes, sob a aparência de monólogo. Exceto pelo fato de não se ouvir vozes, mas, com algo bem mais comprometedor: a palavra escrita. Aquela que é difícil esquecer e que, mesmo se apagada, deixa seu rastro por onde passou.




Neste blog viaja-se através de temas atuais, datas comemorativas, Mitologia, Filosofia, Psicologia, Educação, História, Literatura, Direito, Religião. Pois é, no decorrer desse ano foram muitas as viagens, incluindo à Grécia antiga, Roma, as cidades nórdicas mitológicas, a Índia e o Taj Mahal. Igualmente foram observadas as mais belas jóias, os mais caros diamantes, os perfumes que encantam o mundo, mulheres que mudaram a História, a Realeza Britânica... A título de referência, personagens ilustres tais como Paulo Freire, Nietzsche, Freud, Rosa Luxemburgo, Chanel, Madre Tereza de Calcutá, Clarice Lispector e muitos outros. 



Ainda há muito a ser dito. Mas, como falei a início, este momento é de comemorações. O Blog começou quase que por acaso. As amigas sussurrando sobre tornar-me blogueira, a nora, a filha, o genro, todos incentivando. Até que, em 17 de janeiro, há um ano, coloquei no ar "A Espada de Dâmocles"! Com nome e conotação totalmente direcionados. Nos lembrar que estamos sempre por um fio. Foi um bom ano, como diz a música de Roberto Carlos, “se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi.”

Mas, como sou pretensiosa trago para vocês:


A sabedoria de 

                                                           MAHATMA GANDHI

“Se eu pudesse deixar algum presente a você, deixaria aceso o sentimento de amar a vida dos seres humanos. A consciência de aprender tudo o que foi ensinado pelo tempo afora. Lembraria os erros que foram cometidos para que não mais se repetissem. A capacidade de escolher novos rumos. Deixaria para você, se pudesse, o respeito àquilo que é indispensável. Além do pão, o trabalho. Além do trabalho, a ação. E, quando tudo mais faltasse, um segredo: o de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída.”

A sensibilidade de


“Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.”

A licença poética de

                                                ANTOINE DE SAINT-EXUPERY

“É isso que faz a beleza do deserto: saber que existe um oásis e que estamos caminhando em sua direção.”

A música em forma de Poesia:


As rosas não falam.Bate outra vez
Com esperanças o meu coração
Pois já vai terminando o verão,
Enfim

Volto ao jardim
Com a certeza que devo chorar
Pois bem sei que não queres voltar
Para mim

Queixo-me às rosas,
Mas que bobagem
As rosas não falam
Simplesmente as rosas exalam
O perfume que roubam de ti, ai

Devias vir
Para ver os meus olhos tristonhos
E, quem sabe, sonhavas meus sonhos
Por fim

A música em forma de 
VIAGEM 



Oh tristeza, me desculpe
Estou de malas prontas
Hoje a poesia veio ao meu encontro
Já raiou o dia, vamos viajar.

Vamos indo de carona
Na garupa leve do vento macio
Que vem caminhando
Desde muito longe, lá do fi do mar.

Vamos visitar a estrela da manhã raiada
Que pensei perdida pela madrugada
Mas vai escondida
Querendo brincar.

Senta nesta nuvem clara
Minha poesia, anda, se prepara
Traz uma cantiga
Vamos espalhando música no ar

Olha quantas aves brancas
Minha poesia, dançam nossa valsa
Pelo céu que um dia
Fez todo bordado de raios de sol.

Oh poesia, me ajude
Vou colher avencas, lírios, rosas dálias
Pelos campos verdes
Que você batiza de jardins-do-céu

Mas pode ficar tranqüila, minha poesia
Pois nós voltaremos numa estrela-guia
Num clarão de lua quando serenar.

Ou talvez até, quem sabe
Nós só voltaremos no cavalo baio
O alazão da noite
Cujo o nome é raio, é raio de luar.

GENTE, OBRIGADA PELA ATENÇÃO.


4 comentários:

Lilian Rodrigues disse...

Muito bem, Maria de lourdes, parabéns à senhora, ao blog e a nós, que estamos sendo frequentemente contemplados com seus ótimos e atualíssimos textos.

A propósito, ano vovo, blog com carinha nova, né?

Parabéns,
Beijos

Anônimo disse...


Ser blogueira dá trabalho,exige atenção e curiosidade. Nesse blog encontramos de tudo, coisas sérias e coisas mais simples. Parabéns. Neusa

Anônimo disse...


Lurdes, anivesário é aniversário e com blog não é diferente, tem que ter brilho e alegria. Tá muito bonito.Parabens.Luzinete

Anônimo disse...

Conheci através de uma amiga este blog, a princípio não dei muita atenção por estar sempre conectada e ter um número muito grande de blogs para visualizar. Quero lhe dar os parabéns e dizer que nele tenho encontrado matérias atuais, bem escritas. Torço por mais anos para "A Espada de Damôcles". Hermínia